QUANDO O MELHOR AMIGO NÃO BRANCO VIRA O PROTAGONISTA

6358622882461086711378825284_master-of-none

Aziz Ansari foi inteligente em criar e estrelar uma série cômica que não fosse estúpida, como The Big Bang Theory, nem escrota, como South Park. Ele calibrou os riscos da empreitada, entregando uma produção diferente, mas que não deixasse de ser fofa, de criar empatia.

Depois de assistir ao primeiro episódio, foi inevitável a lembrança dos filmes de Woody Allen.  Porque o humor de Master of None é feito por meio de conversas banais e relacionamentos do cotidiano.

Mas o que Ansari traz de novo é a visão de um protagonista que não é branco. É muito interessante ver um cara, descendente de indianos, tentando viver uma vida normal. Claro que temas importantes como racismo, misoginia, feminismo e estereótipos culturais estão presentes na série, em destaque. Porém esses temas são trabalhados de maneira orgânica no roteiro, sem parecer forçado e sem perder sua urgência.

master_on_none_101_review_main

Dev, o personagem de Ansari, é um cara legal, mas está longe de ser perfeito. Ao mesmo tempo em que tem de lidar com problemas familiares, de relacionamento e na carreira de ator, ele também pisa na bola, é injusto com os pais, a namorada e no trabalho.

Parte do sucesso do show se deve ao certo na escalação dos atores.  Entre amigos, parentes e gente muito conhecida, como a atriz Claire Danes, Ansari conseguiu uma ótima combinação entre atores profissionais e não atores, em sua maioria, negros, asiáticos e indianos. Uma total inversão no casting habitual de séries e filmes americanos.

MasterNoneNewYorkPremierec-jrMovNp1tl

São dez episódios de trinta minutos muito bem dirigidos. É uma produção de baixo orçamento caprichada em sua direção de arte, fotografia e montagem.  A série tem uma pegada pop, com uma pitada hipster, cheia de ótimas músicas.

Master of None é uma comédia leve. Alguns diriam leve demais para um mundo em explosão, considerando a intolerância a minorias e culturas não brancas. Mas a série não é desonesta. Entrega o que propõe, sem ser esquecer o contexto diverso e complicado em que vivemos.

Master of None, de Aziz Ansari e Alan Yang, 10 episódios de 30min. (disponível no Netflix), Universal Television e outros.

AVALIAÇÃO: RUIM, REGULAR, BOM, MUITO BOM, EXCELENTE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s