FILME DE FANTASIA COM SAMURAIS

517ksCjRBjL._SY346_

Conto de fantasia, inspirado na cultura japonesa. Seu maior mérito é o ritmo. Mesmo que pareça alucinado em certas passagens, a prosa ágil cabe bem num texto curto como este. Mas existem momentos de calmaria, em que os personagens tomam fôlego para recuperar-se das batalhas e refletir melhor sobre suas motivações.

O maior problema do conto é a dispersão, os muitos pontos de vista, que confundem o leitor e tiram força do desenvolvimento dos personagens. Se os mesmos eventos fossem contados pelo ótica de um ou dois deles, no máximo, traria mais foco à trama. Faria com que o leitor se importasse mais com os protagonistas.

É uma leitura que vale a pena para conhecermos um autor com potencial para contar histórias empolgantes.

O filho de Kobyo, de Rodrigo van Kampen, 25 págs., Draco.

AVALIAÇÃO: RUIM, REGULAR, BOM, MUITO BOM, EXCELENTE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s