PÉSSIMO EXEMPLO PARA NOVOS AUTORES

Capa-Fios-de-Prata

Fios de prata é um tapa na cara de qualquer aspirante a escritor de entretenimento no Brasil. Pelo menos, para aqueles autores que acham que escrever bem é o começo de todo esse complicado processo de publicar um livro, de ter uma carreira.

O exemplo deste romance mostra que é mais fácil ser um sucesso praticando o oposto. Nada de texto fluido, com bom ritmo, sintaxe clara e trama bem desenvolvida (e de preferência, com alguma criatividade ou elemento novo). Nada de escrever um texto decente, que não provoque vergonha alheia. Faça apenas um texto minimamente estruturado, que consiga passar pelo crivo de uma editora profissional. Crie um universo minimamente interessante com personagens e situações cheios de fantasia. E dedique a maior parte de seu tempo se promovendo, dizendo às pessoas como você é um autor tão especial. Investir no aprimoramento do texto não é o mais importante. Os livros não são um fim, mas um meio para o autor estar em evidência.

Outra coisa é o autor que rala para escrever o melhor texto possível, e depois sai promovendo um livro em tudo quanto é lugar. Ele quer ser lido. Ele quer que, no final, falem mais do seu livro do que dele.

Fios de Prata é um romance que teria potencial para ser algo bom, uma muito bem-vinda novidade em nosso mercado editorial, mas que falha miseravelmente por sua execução pobre e por muitas ideias batidas. E o que piora sua situação é o fato de estar bastante ligado ao universo de Sandman, de Neil Gaiman, muito superior em todos os aspectos. O romance acaba ficando ainda mais nanico.

Fios de Prata, de Raphael Draccon, 352 págs., Leya

AVALIAÇÃO: RUIM, REGULAR, BOM, MUITO BOM, EXCELENTE

Anúncios

1 comentário

  1. Sick Mind · outubro 8, 2015

    Pois é, Ricardo, infelizmente o mercado literário caiu nesse modismo infeliz. Draccon nunca foi sinônimo de qualidade, apenas soube aproveitar a onda de literatura infanto juvenil e fantasia, que sofreu um boom desde Harry Potter, e se deu bem. O que me preocupa é, se o perfil do leitor atual esta assim, com pouco ou nenhum senso crítico, como será no futuro? Os escritores vão acabar escrevendo suas obras somente para si mesmos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s