PORTAIS, HQ DE FC NACIONAL

pag-0

Quando eu soube desse projeto no Catarse, fiquei empolgado em apoiá-lo pela beleza do material de divulgação. O roteirista Octavio Cariello e o ilustrador Pietro Antognioni souberam vender bem seu peixe com um vídeo dinâmico com páginas finalizadas da HQ. Infelizmente, a promessa se cumpriu em parte.

1451600_175013062697449_1272310577_n

Portais me deixou fascinado porque artistas nacionais criaram um dos universos mais interessantes que vi em quadrinhos nos últimos anos, com qualidade internacional. Os cenários e personagens no traço mais realista e cores elegantes de Antognioni têm muita expressão e criatividade. Bebem em várias referências (por exemplo: quadrinhos de FC europeus, filmes de FC das décadas de 60 e 70, quadrinhos pulp como Flash Gordon), mas são imagens que mantêm uma identidade própria.

artists

Terminada a leitura, porém, um universo tão rico e executado visualmente conta tanta competência, perde bastante do brilho pelo roteiro fraco. Afinal, uma HQ também tem que contar uma boa história.

Em Portais, conhecemos a jornada de cinco personagens que vivem em diferentes épocas na Terra e que são teleportados para um futuro distante. O planeta está completamente transformado, com criaturas inteligentes variadas, inclusive semelhantes a animais como sapos, tigres e leões. Os protagonistas se envolvem numa guerra de poder pela disputa de um trono.

catarse21

A trama é promissora, mas logo nas primeiras páginas se perde numa sucessão de subtramas, sempre apresentando personagens novos e desenvolvendo mal os que já foram apresentados. Os autores da HQ deixam a impressão de  que queriam mostrar todo o universo criado de uma só vez, na dúvida se haveria volumes que continuassem a saga.

O leitor pode ficar babando pela arte e cores, mas dificilmente terá conexão com a maioria dos personagens. As exceções são Shastah, o irmão rebelde e irônico do tirano, e Enki o cientista, criador da máquina do tempo. Eles têm arcos mais completos.

Um atrativo muito bacana é o material de bastidores com esboços, arte conceitual, fichas dos personagens e um passo a passo do roteiro à arte final.

1468756_174845026047586_2055186345_n

Fico na torcida para que saia um segundo volume com um desenvolvimento mais acertado desse universo que me encheu tanto os olhos.

Portais, de Octavio Cariello e Pietro Antognioni, 124 páginas, Terracota.

AVALIAÇÃO: REGULAR

Anúncios

1 comentário

  1. Sick Mind · junho 23, 2015

    parece interessante

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s